fbpx

Redes sociais

Melhores histórias

Mais de nossos blogs

O Banco Digital do BRICS desenvolveu uma nova moeda digital como parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

transformação digital.png

Na véspera da 15ª Cúpula de Unificação do BRICS (22-24 de agosto de 2023 na África do Sul), o Banco Digital do BRICS emitiu o “BRICS Food Token”.

A quantidade total de emissão é de 19 bilhões de tokens, o que - ao custo inicial de um token de US$ 1 - equivale a US$ 19 bilhões.

Porém, o banco trará ao mercado 1.9 bilhão de tokens por ano.

 

Esta nova criptomoeda do BRICS foi criada no âmbito da estratégia de Cooperação para a Segurança Alimentar, que está alinhada com o Plano de Ação do BRICS 2021-2024 para a Cooperação Agrícola dos países do BRICS.

O Chefe da Unidade de Implementação de Projetos (PIU) do BRICS Food Valeriy Otvetchikov falou brevemente sobre o conceito dos projetos "O principal objetivo do BRICS FOOD FP, no âmbito dos objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU, é eliminar a fome, garantir a segurança alimentar e melhorar a nutrição, bem como promover o desenvolvimento sustentável da agricultura; transformação digital e transparência dos processos de acesso dos países membros do BRICS ao mercado alimentar; criação de um ecossistema eletrónico baseado nos instrumentos do BRICS no âmbito do programa de desenvolvimento sustentável ; promover a segurança alimentar global e o intercâmbio de informações e recursos através das plataformas BRICS existentes".

O assessor de imprensa do Banco Digital do BRICS Artur Zhukov, comentando o lançamento do novo Ativo Financeiro Digital do banco, disse em particular:

“Dadas as tendências globais do mercado de Ativos Financeiros Digitais, optou-se pela criação de um token conveniente para a realização de transações de comércio exterior.

Nos próximos 10 anos, o mundo financeiro poderá mudar de forma irreconhecível. Em muitos países, as CBDCs (moedas digitais do banco central) serão amplamente utilizadas. Até agora, há 9 países que estão a lançar as suas próprias Moedas Digitais do Banco Central (CBDCs) e 14 países que estão a testar as suas próprias CBDCs. Além disso, criptomoedas e DFAs (ativos financeiros digitais) serão mais amplamente utilizados.

 

De acordo com dados da CoinMarketCap dos últimos 10 anos, de 2013 a 2023. O mercado de criptomoedas cresceu mais de 100,000%.

Entre os ativos financeiros digitais e os instrumentos digitais tokenizados, destacam-se os tokens de projetos relacionados a produtos manufaturados. São tokens vinculados a metais, eletricidade ou alimentos.

Entre as grandes redes de supermercados, a tendência inclui um programa de fidelidade com pontos de bônus em forma de tokens nativos.

Mudanças revolucionárias também são observadas no setor bancário.

Os tokens, na forma de moedas digitais próprias, começaram a ser utilizados por alguns grandes bancos. O exemplo mais marcante é o GP Morgan, que emitiu seu próprio token JPM Coin.

Em 10 de agosto de 2023, o Banco Digital do BRICS lançou um novo instrumento digital BFT (BRICS Food Token).

Eles querem usar esse token em transações de comércio exterior entre os países BRICS e BRICS+ para fornecimento de alimentos e água potável engarrafada.

No segundo semestre de 2023, está prevista a realização das primeiras transações de comércio exterior entre os países do BRICS utilizando o token BFT.

O BRICS Food Token desempenha as seguintes funções:

- É utilizado como instrumento de garantia em transações de comércio exterior.

Os tokens BFT servem como garantia do Banco Digital para o comprador dos produtos. Pode ser usado em vez de uma carta de crédito ou garantia bancária.

- Permite comprar produtos com tokens BFT com desconto.

Os compradores atacadistas de produtos alimentícios podem comprar tokens BFT do Banco Digital do BRICS e usá-los para pagar com fornecedores de alimentos - empresas de alimentos incluídas no projeto BRICS Food Token. Isso permitirá que os clientes recebam descontos significativos.

- É uma ferramenta de crowdfunding digital no blockchain para arrecadar fundos para combater a fome infantil.

Os principais problemas da caridade são o uso indevido de fundos e o baixo nível de confiança nas organizações de caridade.

Esses problemas ajudarão efetivamente a resolver novas ferramentas de crowdfunding, como tokens no blockchain. É graças à tecnologia blockchain de domínio público que você pode acompanhar cada transação e entender quantos tokens foram vendidos e para onde foram os fundos arrecadados.”

O analista da FG "Finam", Leonid Delitsyn, também expressou sua opinião sobre as perspectivas do token BFT:

“Se os testes forem bem sucedidos, o uso do BFT irá automatizar as transações regulares de comércio exterior entre os países BRICS+, principalmente para o fornecimento de produtos alimentares.

Mais de 40% da população mundial vive nos países BRICS, pelo que estamos a falar de um mercado enorme, o que torna o BFT uma ferramenta de investimento potencialmente atrativa.

Assim que ficar claro que os problemas técnicos foram resolvidos, as estruturas de investimento poderão permitir a negociação de BFT, o que então disponibilizará o token para investidores privados.”


impressão   Email
logotipo

Nova Rota da Seda BRICS LTD.
Número CR: 2919418
Endereço: Unidade F, 11/F, Torre CNT, 338 Hennessy Road, Wan Chai,
香港

Sobre Nós

Inovações sem Fronteiras

Redes sociais